A cognição e a precognição

A cognição sendo aquele conceito que pode ser entendido como o ato de conhecer, ainda que não saibamos como sabemos que sabemos, é pura e simplesmente o ato de tornar-se diferente de si, porquanto não somos os mesmos mesmo estando inertes, quando estamos na posição ativa de buscar o conhecimento já nos tornamos outro ser diferente do que éramos antes da atitude de pensar em tomar a atitude de conhecer, estudar; enfim, agir. A inteligência nos impõe a ação e a ação a nos modificarmos.

A precognição pode ser compreendida como saber que somos fruto de mais de dezesseis bilhões de anos no universo. O que torna a busca por vida inteligente no universo interessante é o conceito de Deus e o de big bang.

Antes do big bang outros conceitos existiam. Para que algo exista é preciso uma dimensão para que um ser exista. Por esse pensamento poderíamos ser levados a crer na existência de locais anteriores a existência do que chamamos deus.

Um local ou dimensão? Não importa. O importante é que se saiba que não há o contínuo do espaço e tempo com o seu conceito de passado. O que há é a unicidade. O que foi explosão hoje é construção e afastamento de galáxias e estrelas. O passado e o presente estão no céu e, se olharmos bem, até em nós mesmos.